12/04/2024 +55 (92) 984094522

Giro Nacional

Dono do Botafogo, John Textor afirma:

Empresário segue sem apresentar provas sobre o caso

Por Giro do Esporte 01/04/2024 às 21:40:17

Vítor Silva/Botafogo

John Textor, dono da SAF do Botafogo, renovou as acusações contra o Palmeiras, alegando que o clube paulista tem sido beneficiado pela arbitragem nos últimos anos.

Textor afirmou possuir "provas pesadas, 100% confirmadas" sobre o caso, embora não tenha apresentado evidências concretas. Ele argumenta que o Verdão vem sendo favorecido há pelo menos duas temporadas.

Em 2023, o Palmeiras conquistou o Campeonato Brasileiro, superando o Botafogo na tabela, que tinha uma vantagem de 14 pontos em relação ao clube paulista.

Anteriormente, em 2022, o Palmeiras também venceu o torneio. Em ambas as ocasiões, nenhuma autoridade apresentou indícios de favorecimentos.

A "batalha" de Textor contra o Palmeiras começou após o Botafogo ser derrotado por 4 a 3, de virada, na última edição do Brasileirão.

Ele classificou a partida como "roubo", acusou corrupção e pediu a renúncia do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues. Essas declarações resultaram em sua suspensão por 30 dias.

Desde então, o proprietário da SAF do time carioca tem feito acusações de corrupção na arbitragem brasileira, mas nunca apresentou provas.

Em março passado, o Palmeiras emitiu uma nota abordando o tema:

A Sociedade Esportiva Palmeiras informa que tomará todas as medidas legais cabíveis – nas esferas civil, criminal e esportiva – contra o dono da SAF do Botafogo, John Textor, para que ele responda pelas declarações irresponsáveis e levianas que, recorrentemente, têm envolvido o nome do atual bicampeão brasileiro.

A nossa história de 109 anos é pautada pela ética e pelo respeito aos adversários e entidades. Se Textor tem informações sobre a prática de atos ilícitos no futebol brasileiro, que as apresente imediatamente aos órgãos competentes, incluindo os públicos.

Aceitar a derrota, por mais dolorida que ela seja, é o primeiro passo a ser dado por quem almeja se reerguer. Vale lembrar que, no ano passado, sofremos uma dura eliminação na semifinal da Libertadores, mas a superamos rapidamente porque tivemos autocrítica e não terceirizamos culpas.

Em vez de administrar um momento de instabilidade com a frieza que se espera de um empresário, porém, Textor prefere se portar como um caricato cartola à moda antiga.

Ressaltamos o nosso mais profundo respeito pelo Botafogo de Futebol e Regatas, clube centenário com o qual tivemos o privilégio de disputar, em 2023, um dos mais emocionantes Brasileiros da história.



Comunicar erro
Comentários